Categoria: Léo Fonseca

Vida de um Casal Contemporâneo

http://pt.testsworld.net/

http://pt.testsworld.net/

Primeiramente pensei em dar o nome deste post de “Vida de um Homem Moderno”, depois, pensando bem, achei que a vida deste sujeito era fácil demais, o difícil mesmo é a vida de um homem contemporâneo! Depois de escrevê-lo, vi que provavelmente a “Vida de um Casal Contemporâneo” seria mais adequado. E nem sei se é mais difícil, mas certamente diferente.

Não precisamos ir longe, há 25 anos os homens não lavavam as próprias cuecas! Ou era a esposa ou era alguma secretária do lar, mas na verdade mesmo, era uma subalterna! Politicamente incorreto? – Talvez. Mas fato é que hoje não existem subalternos. Nem as mulheres (esposas) e nem empregados! E isso não é uma queixa, é um fato, e positivo. O mundo mudou. Leia mais

Economia x Família

Problemas-familiares-y-economía-doméstica

Tenho visto notícias de que a economia vai mal, a Bolsa de Valores caiu horrores, é óbvio o Dollar subiu, por que os investidores correm para um mercado seguro.

Até aí nada de novo! Isso faz parte do dia a dia do mercado financeiro, altamente especulativo, ou seja, alguém sempre ganha!
A grande questão é que venho observando um aumento das comparações entre uma família e o “mercado” (Economia x Família). Pessoas influentes que dizem que devemos organizar a família e tratá-la como um investimento. Opa!!! Ai, como dizia minha avó, é que a porca torce o rabo!
Como posso fazer esse tipo de comparação entre duas coisas tão distintas? Essa comparação é no mínimo esdrúxula.
Quando penso em um investimento sou frio, analiso o risco que quero e/ou posso correr e o quanto isso vai me gerar de lucro e em quanto tempo. Simples assim! Rsrsrs… Na verdade nem tão simples.
E família?
Comparando a família a uma empresa, não há escolha, é falência certa!
A esposa é um passivão! Quando você casa ela normalmente está no auge de suas formas e enquanto são só vocês dois é uma maravilha! Mas o que vem depois? O tempo passa as formas se tornam mais arredondadas (preciso deixar claro que essa observação ainda não acontece na minha casa, ou então apanharei assim que este post for ao ar…rsrsrrs), os cabelos ficam loiros… Vocês sabem, que mulher não fica grisalha, fica mais loira a cada ano. E o senso de humor? Esse então, não vai acabando como as formas, esse evapora-se imediatamente depois do famigerado Sim.
E os filhos? A os filhos! Estes são, segundo a comparação econômica, o grande investimento do casal! Agora sim eu me perdi por completo… Você investe todo seu dinheiro no custeio e educação durante, no mínimo duas décadas e meia, para que o sujeitinho te chame de chato, por uma década e meia, além de querer mandar em tudo antes mesmo de tirar as fraldas.
Ou seja, amigos, é a falência total! Nenhuma chance de lucro efetivo.
Agora sou obrigado a voltar ao início do texto. Essa é a hora que deveríamos interromper o pregão! Mas como? Simplesmente virar as costas e ir embora?
Trágico, não?
Certamente que não!
Família não é e nunca será um investimento lógico! É um investimento de sensações e sentimentos: amor, carinho, paixão, tesão, medo, segurança ou insegurança, entre as diversas coisas que podemos sentir durante a vida.
A mulher é a fonte desse turbilhão de sentimentos, ela é a fonte de inspiração para que nós homens sejamos cada vez melhor, sejamos bons maridos, bons amantes, bons pais e certamente bons profissionais. Até por que, quem gosta de homens são outros homens, as mulheres querem segurança. E aqui não falo de dinheiro, pois até nisso elas estão melhores que nós. Mas falo de trocar uma lâmpada, ou para matar uma barata, pois isso sim é coisa de sexo frágil. O Sexo Forte fica com coisas um pouco mais importantes, como por exemplo, gerar um filho.
E esses, os Filhos, o que geram de sentimentos é algo simplesmente indiscritível. Hoje, por exemplo ao mesmo tempo que eu escutava sobre a queda da bolsa, quando cheguei em casa, o meu filho me deu um abraço e me disse duas coisas: – Papai estava com saudades! E depois ainda continua: – Você sabia que eu te amo?!
Não há nada que possa ser comparado a estes momentos! Nada! Muito menos ganhar alguns dólares em um jogo, que na opinião, despretenciosa, deste que vos escreve, foi feito para que o rico fique mais rico.
E mais, não me venha dizer que seu investimento é tornar seus filhos gente de bem, bons profissionais, por isso é besteira! Não o fato de educá-los bem, mas dizer que isso é um investimento! Isso é sua obrigação, simples assim. Já era obrigação de seus bisavós, avós, país, e nenhum deles julgava isso um investimento.
Investir é pesar no futuro, alguns dirão, com certa razão.
Mas não há dinheiro que compre o que se sente, e não há futuro que não seja o presente.
O atual momento é o único lugar em que vivemos, e os sentimentos que sentimos é o que levamos para nosso futuro em nossas memórias.
Então invista em momentos com suas famílias e seu lucro será os sentimentos gravados na memória de todos! Leia mais

Minha Primeira Tattoo!

IMG_0091

Hoje fiz minha primeira tatuagem. Sempre quis fazer uma, mas não sabia exatamente o que fazer, não tinha grana, não tinha tempo e tinha sempre aquela dúvida, pois tatuagem é para toda vida. E toda vida… é muito tempo…rsrsrs

E a vontade continuava, mas quando passei a trabalhar e ter algum dinheiro, não tinha nenhum tempo, depois vem as especializações, o casamento e os filhos e ai acabou-se todo o tempo… Mas espere um pouco, estamos falando Tatuagens ou de Tempo???
Voltemos a tatuagem. Leia mais

Legitimidade Política

Não tenho falado de política, simplesmente porque acho que diante de fatos não há argumentos. Contudo, conversei com um amigo próximo que me interpelou o porquê de eu não postar mais nada sobre política… Eu respondi o que disse acima e acrescentei que antes das eleições fiz campanha para quem eu imagina ser o candidato melhor; e dado o resultado do pleito e os escândalos diários veiculados na mídia, eu não tinha mais o que dizer, ao menos por enquanto.
Para meu espanto, pois este é um amigo que eu considero “consciente” apesar das divergências partidárias, ele fez a afirmação que doeu aos meus ouvidos:
Que bom que pelo menos você aceita o resultado “legítimo” das eleições! Leia mais

Um Estranho

ser-estranho

Agora eu virei um estranho!
Segundo pessoas próximas que me cercam agora eu virei um estranho! Isso é muito engraçado… Rsrsrs… Eu tenho me divertido bastante com as tiradas que as pessoas têm com relação ao meu atual “modus operandi”!
Quem me conhece ou acompanha o que escrevo já sabe sobre meu amor pela gastronomia, vinhos e bebidas de forma geral… (Ops… Só para deixar claro… Não são bebidas em quantidade, mas sim em qualidade, aprecio a forma com que são feitas e a dedicação ao resultado), voltando ao assunto em foco, Eu cheguei a 120 kg, tive dois filhos, trabalho incessantemente, sou marido, as vezes professor, irmão, filho, neto, e como diria a música “um belo dia resolvi mudar!” Leia mais