Vida de um Casal Contemporâneo

http://pt.testsworld.net/

http://pt.testsworld.net/

Primeiramente pensei em dar o nome deste post de “Vida de um Homem Moderno”, depois, pensando bem, achei que a vida deste sujeito era fácil demais, o difícil mesmo é a vida de um homem contemporâneo! Depois de escrevê-lo, vi que provavelmente a “Vida de um Casal Contemporâneo” seria mais adequado. E nem sei se é mais difícil, mas certamente diferente.

Não precisamos ir longe, há 25 anos os homens não lavavam as próprias cuecas! Ou era a esposa ou era alguma secretária do lar, mas na verdade mesmo, era uma subalterna! Politicamente incorreto? – Talvez. Mas fato é que hoje não existem subalternos. Nem as mulheres (esposas) e nem empregados! E isso não é uma queixa, é um fato, e positivo. O mundo mudou.

E sabem o que mais nos difere dos outros animais? O poder de adaptação.

A geração anterior ainda tinha o homem como o provedor da família e a mulher como a cuidadora do lar e da prole. Estes papéis eram imutáveis. Dizer que isso ainda não existe hoje seria uma inverdade. Contudo os papéis se misturaram… E ainda bem que se misturaram! E as mulheres se queixam da famosa “dupla jornada”. Mas a verdade é que hoje isso é papel comum ao casal. Mas ainda existe a “tradição”. Por vezes escuto minha mulher dizer: – A lâmpada do banheiro está queimada, isso é coisa de homem. Ok, sempre foi! Mas o que elas querem fazer que seria coisa de mulher hoje?

A grande verdade é que nenhum dos dois, querem fazer os trabalhos de casa, e estamos caminhando exatamente para o lado contrário. Como a mão de obra está cada vez mais cara (menos escrava),  nós temos que trocar a lâmpada do banheiro! Nós homens? Não!!! Nós casal! Até porque aqui em casa é mais fácil de me encontrar na cozinha e minha esposa com a furadeira na mão!!!

Homens cozinham, ajudam a arrumar a casa, e a tarefa mais bacana, cuidam dos filhos. Provavelmente não igual a elas, mas cuidam… Digo isso, pois acabo de lembrar quando fui buscar minha esposa no trabalho em um sábado à noite e levei meu filho vestido com uma camiseta vermelha e um short verde, ou vice e versa. Foi ela bater o olho e dizer: – Que roupa é essa que você colocou na criança? E eu respondi: O que há de errado com a roupa? Ele está o dia todo com ela, já saímos e fomos passear… E ela não quis nem passar no mercado como havíamos combinado por causa da roupa que coloquei no menino! Mas voltando ao assunto, nós acordamos cedo, fazemos atividade física, levamos as crianças ao colégio depois de dar café e arrumá-las, trabalhamos, passamos no mercado, fazemos a janta e damos banho nas crianças antes de dormir…. Ufa… Estou cansado só de falar… Sem contar no gasto energético das contas!

As contas são um capítulo à parte, pois mesmo com internet e telefone com lembretes, se não fosse minha mulher elas não seriam pagas nas datas corretas… Também não dá para esquecer do meu sócio que paga as contas da empresa…. mas ele é homem diriam alguns… É … eu também! E não faço isso direito…

Nós hoje participamos de praticamente tudo, e quanto mais fazemos, maior a demanda! Essa vida de mulher cansa! De mulher não, de homem contemporâneo.

O que quero dizer com tudo isso é que hoje o homem faz o que faz de melhor, seja isso o que isso for, assim como as mulheres.

Lá em casa sou quem cozinha e ela lembra das contas. Eu faço o mercado, ela arruma minhas camisas por cores… Ela não gosta de lavar a louça e eu não gosto de trocar a lâmpada. Fazemos o que fazemos de melhor e aquilo que é preciso.

Não há a vida de um ou de outro mais difícil! A vida do casal contemporâneo é uma grande correria. Um grande desafio. E a expressão de ordem é: mútua cooperação!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *